domingo, 30 de outubro de 2016

Boa noite!

"Quando adolescente conheci um menino. 
Ainda lembro do sorriso dele. 
Da voz, do jeito de caminhar e do gosto do seu beijo. 
Beijo! 
Um único beijo. 
Beijo que para mim significou uma infinidade de promessas. 
Promessas essas, que eu confesso, ele nunca fez. 
Mas ele pediu meu telefone. E isso significava alguma coisa, não é? Ninguém pede seu número se não pretende ligar, pede? 
Durante um mês, eu fiquei esperando uma ligação. Uma só. Um aviso. Um sinal de fumaça. Qualquer coisa. 
Passei todas as 744 horas, revirando nossos poucos diálogos e tentando entender o que ele queria dizer com cada palavra. 
"Adorei te conhecer!" "Quem sabe a gente se vê por aí."
Li todas as revistas que prometiam me fazer entender a cabeça dos garotos. Pedi conselhos a todas as minhas amigas. Li horóscopos. Fui atrás do mapa astral. Revirei a memória para lembrar do tom de voz usado em cada palavra. Alguma pista eu devia ter deixado escapar. 
O tempo passou e nunca recebi aquela chamada. 
E agora, anos depois, estou aqui, na mesma situação. Esperando o telefone tocar, uma mensagem chegar ou mesmo um pedido para sair. 
Afinal "Dorme bem!" e "Se cuida!" significam alguma coisa. Não significam? 
Não! Não significam. 
A gente tá sempre querendo ler nas entrelinhas, buscar significados ocultos, caçar pistas... Evidências que talvez nunca sejam encontradas. 
Porque na maioria das vezes, um "boa noite" é apenas um "boa noite"; e nada mais." GISLAINE OLIVEIRA

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Tag Literária E(leitores)

E aí meu povo, tudo bem com vocês? 

Hoje estou aqui para uma tag super divertida que foi criada pela Carol, do blog A Colecionadora de Histórias. Eu fui indicada pela mesma. E como amei a tag, não poderia deixar de responder, não é mesmo? 

Então vamos lá?



Regras
- Citar o blog que criou a tag (A Colecionadora de Histórias)
- Responder todas as perguntas
- Marcar outros blogs para responder

Eleições 2016: O melhor livro recebido de parceria até agora.
Já recebi muito livro bom de parceria assim como muito livro ruim também. Mas A Inversão Alegro foi meu primeiro contato com o autor Franklin Santos e não poderia ter sido melhor. Me tornei fã de carteirinha e depois desse, li todos os outros livros do autor e amei tudo. 


Prometeu, prometeu, prometeu... E não cumpriu! :'( O livro tinha uma capa linda, uma premissa maravilhosa, estava sendo super divulgado e comentado, no entanto...
Capa linda, sinopse legal, autora incrível. Um livro que tinha tudo para dar certo, mas que não deu. 


Essa causa eu apoio! Um livro que aborda um tema que você acha importante.
Não é surpresa para ninguém que acompanha o blog que eu sou feminista. Feminista de carteirinha, de camiseta, de amar todas as minas, de "misandriar" um pouco, de tudo. Então não tem como não amar Enfeitiçadas. O livro fala sobre os problemas causados pelo machismo, ainda que não existam essas palavras na obra. Mas ele é fantástico e mostra muito bem o perigo do machismo e a necessidade do feminismo, sororidade e empoderamento. Um livro que o mundo precisa ler. 


No meu governo... Sabe aquele clichê que você não aguenta mais? Então, qual clichê literário você proibiria na "Constituição dos Autores"?
Acho que quase todo mundo vai responder que não aguenta mais aquele clichê do CEO dominador. Também não aguento mais. Mas tem outro clichê que muito me incomoda e que é bem presente nos livros NA. Que é aquele em que os personagens tem segredos obscuros que na maioria das vezes são bem bobos e não querem se envolver com ninguém. Aí se conhecem e pronto. Revelam seus segredos, choram, se amam e vivem felizes para sempre. Não posso com isso. 
PS: Ainda não li os livros da foto, mas tenho certeza de que pelo menos uns 3 tem essa premissa. 



Voto de confiança Um livro que você ainda não leu, mas acha que tem grandes chances de ser favoritado.
Se alguém quiser me dar um presente, fica aí a dica. Ainda não li esse livro, mas acredito que vou amar. É um livro para crianças e fala sobre transexualidade. Dá para não amar? 



Voto é secreto! Mas eu sei que tu quer contar o spoiler daquele livro pra todo mundo! hahaha Mostre o livro e nos conte, mas seja discreto e não esqueça de deixar o spoiler escondido. 
 
Essa duologia é bacana. Mas ela tem um problema na transição de um livro para o outro. 



1% das intenções de voto Essa é a hora de indicar aquele livro que ninguém conhece, mas você ama.
Nunca vou entender porque livros tão bons, às vezes não vingam e livros tão... duvidosos, ganham tantos holofotes. Trama é um livro incrível, que agrada quem lê, mas infelizmente poucas pessoas leram :( 



Na democracia, a maioria vence... Mas todos devem ser ouvidos! Deixe aquela sua opinião polêmica sobre o livro que todo mundo gostou, menos você ;)
Vou usar a frase que a Carol usou nessa mesma resposta, mas com outro livro "não é possível, eu devo ter lido um livro diferente dos outros". Galerê, não é possível que só eu tenha visto as falhas desse livro. Ele é tri famoso, badalado, todo mundo ama, publicado em trocentos países. Mas gente, como? 
Eu adoro o Raphael e acho ele uma pessoa fantástica. Mas esse livro não dá gente. 


Quando o horário eleitoral te rende boas risadas: Um livro que mais te divertiu do que qualquer outra coisa.
Thalita sempre me faz rir e com esse livro não seria diferente. Ri do começo ao fim. Ri de passar mal, de me engasgar, de chorar. Ele tem alguns deslizes e uns closes errados, mas enfim... É para rir do começo ao fim. 


Mandato de 4 anos Se você tivesse que escolher um único autor para ler nos próximos 4 anos, quem seria? (Eu sei que você não faria isso, mas vamos supor, rs)
E não tenho certeza se conseguiria ler toda obra Machadiana em 4 anos :3 


Golpe! Se um vilão literário tomasse o poder (destino cruel, eu sei) quem você gostaria que fosse e porquê?
Tá, ele não é literário, mas vale. Amo demais esse cara. Crowley venha aqui e vamos uivar para a lua. E ele já é o Rei do Inferno. Tive que fazer essa menção honrosa aqui hahahha, mas vamos para a resposta literária. 
Hades de Percy Jackson. Adoro ele e morro de peninha dele. Mil vezes ele no poder do que o chato, cruel e nojento Zeus, que eu odeio com todas as forças. 


O discurso perfeito Parece que esse livro foi feito pra me agradar!
Dan Brown, mistérios, corrida contra o tempo, controle populacional... Não tinha como eu não amar esse livro. Dan escreveu para mim. Ah tá né? hahahhaha 


Um debate entre eles seria épico! Dois personagens de livros diferentes que você gostaria de ver juntos na mesma história.
A e Sammy certamente teriam tanto para conversar. E tenho certeza de que se dariam muito bem. 


E então por hoje é isso pessoal. Eu amei responder essa tag. Não foi fácil não, porque eu não queria repetir os livros, mas foi muito divertido. 

Como o segundo turno será logo, não vou indicar ninguém. Mas se você curtiu, fique a vontade. 

E me conte se já leu algum dos livros, se concorda ou discorda de alguma resposta. 

E se você curtiu, compartilhe com os amigos. 

Um beijão e até a próxima! 

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Entrevista com Jerry Potter BR

E aí, meu povo amado. Tudo bem com vocês? 

Quem acompanha o blog, já conhece o Jerry. Mas para quem não conhece, vamos lá. 



O Jerry é um menino que tem a voz igual ao do Harry Potter (Caio). Descobri ele ao acaso e claro, corri contar para vocês AQUI

Nesta postagem, vocês puderam perceber como eu estava animada e doida para fazer uma entrevista com o Jerry. Falei com ele e ele foi um querido aceitando prontamente e já se tornou amigo, porque nós somos desses hahaha . E claro, hoje eu estou aqui com essa entrevista. Ela ficou super bacana e eu espero que vocês curtam. 

Mas primeiramente, vamos ver e ouvir esta linda homenagem. Gente, tá de arrepiar. Sério! 

                       


Primeiramente, Olá Jerry, seja bem-vindo ao blog PE. Como começou tudo isso na sua vida? Como Harry Potter entrou na sua vida e porque você resolveu começar a gravar vídeos e áudios? 
Obrigado Gislaine, prazer em estar aqui. Bem sua pergunta é bem interessante, tudo começou quando tinha 12 anos,  mas eu já vinha assistindo Harry Potter desde 2001. Porém eu queria tanto, mas tanto ser dublador que conheci um pessoal no orkut, Charles Emanuel, Mabel Cezar e Miriam Fisher, eu não tinha como ir pra lá, era muito jovem e não tinha como, então trabalhei na voz do Harry no terceiro filme pra cima até atingir o tom do Harry. Eu não explorei muito esse talento pois eram dias difíceis , por receber xingamentos de alguns que não acham parecidos, mas hoje em dia faço os videos e áudios justamente pela explosão de um vídeo.


Você já tinha feito isso uma vez, não tinha? Mas recebeu algumas críticas. E agora voltou. O que te motivou a voltar? Como está sendo esse retorno? Você acredita que os fãs de HP estão te recebendo de braços abertos? 

Eu já tinha feito isso antes sim, mas não conseguia absorver as críticas, era muito difícil, o que quase sempre me desmotivava a continuar. O que me motivou a voltar foi saber que minha voz e a do Caio eram bem parecidas e enquanto eu pudesse falar levaria seu legado adiante. Hahaha sobre o pessoal estar me recebendo de braços abertos creio que sim, é um público lindo =] E geralmente Potterheads são bem educados, tirando alguns. 


Percebo que tem uma galera te apoiando bastante. Mas você ainda recebe muitas críticas? Se sim, como reage a elas? 

Bom , tem pessoas que dizem que Harry não usa a frase ''você sabe quem'', mas como eu não sou o Harry. Eu gosto de me diferenciar para não fazer um trabalho muito copiado, mas sim algo que de fato encante as pessoas. Críticas construtivas são bem vindas, mas evito as desmotivadoras e as que não me acrescentam nada... Certamente ninguém daria importância a elas não é?


E o assédio? Como você lida com isso? Você fica assustado com o rumo que as coisas estão tomando? Com ficar mais conhecido e tudo o mais, ou por enquanto está apenas curtindo? 

 hHAAHAHA aí você tocou numa questão interessante. Eu nunca tive tudo isso, desde que me conheço por gente, a maior ilusão é você sempre fazer uma coisa com a visão de que vai agradar a todos, mas nem sempre é assim. Existe oposição em tudo,  e digamos que sim estou um pouco assustado porque nunca tive de lidar com isso antes, mas adoro o carinho que recebo, ao mesmo tempo que vocês se emocionam, me emociono também =]


Essa é a sua voz? (você já respondeu essa pergunta em um vídeo, mas não custa responder para a gente novamente hahha) 

Sim, é minha voz.


Você já teve algum relacionamento com algum fã de Harry Potter (mesmo que de curta ou longa duração)? Não foi um pouco estranho? Para a pessoa quero dizer. Eu levaria muitos sustos, até lembrar que quem estava me chamando não era o harry Potter hahhaha 

Não que eu me lembre, bom se eu não lembro acredito que não houve duração hahahahaa



Alguém já ficou interessado em você por causa da sua voz? 

Eu não sei. Às vezes sinto que sim, e não são poucas pessoas, e isso me deixa sem reação muitas vezes.



E como é quando você vai falar com alguém desconhecido? Tipo, já ouviu alguma vez "ei, eu conheço essa voz"? Como você reage?
Por enquanto nunca associaram minha voz (conheço essa voz) pra geral é algo bem comum que não na bruxidade.


Te pedem para falar muita coisa? Muita coisa estranha? O que de mais estranho já pediram para você falar? 

ahahahahaha falam e pedem muito cantadas, besteiras bobeiras, do tipo '' seu nome é camila? vem cá me lamber''


Como você acha que se sentiria ao dublar um novo filme em que Harry aparecesse?  

Meu deus do céu eu piraria de felicidade e choraria pelo jeito, pela emoção e pela força recebida. 


Seu sonho é ser dublador, correto? Apenas de harry Potter ou você pretende seguir carreira? De onde veio esse interesse? 

Veio quando vi uma matéria sobre Digimom dublagem, foi quando vi a Mabel Cézar, que adoro também, ai eu falei ISSO É PRA MIM, SOU DE HUMANAS  hahahaha


Você já fez algum curso de dublador?  

Nunca fiz.


Seus pais te apoiam? 

Apoiam sim e dizem pra mim me manter vigilante, sempre em guarda =]


Além de ficar respondendo nossos comentários, gravando lives e sendo essa pessoa tão querida, o que mais você faz? Estuda? Trabalha? Joga Quadribol? 

Mais uma pergunta interessante. Eu gosto de ler, responder vocês, às vezes tenho dificuldade em elaborar algum vídeo,  amo ver filmes, séries, jogar, e Harry Potter me motivou muito a escrever.
Quadribol? SHAUSHAU eu queria montar um time terrestre, mas não tem ninguém na minha cidade que joga.


Algumas perguntas básicas.... 

Casa? Covinal- de coração - Grifinória
Patrono?  Lobo
Varinha?  Pinheiro e fibra de coração de dragão. 25cm
Personagem favorito?  Dumbledore


E então é isso. Obrigada por ter aceito esse convite, Jerry. Desejo a você todo o sucesso e o que nós aqui, do PE, pudermos fazer para te ajudar, faremos.Conte com a gente! Mal feito, feito. 
Obrigado a vocês hahahahaha =] 



Espero que vocês tenham curtido esta entrevista tanto quanto eu. O Jerry é um querido. Sabe aquela pessoa que dá vontade de colocar em um potinho e levar para todo lugar? Pois então. Se bem que no caso dele, eu colocaria em uma caixinha de música e o obrigaria a ficar tagarelando sem parar hahahha. Brincadeira, Jerry. Cê sabe que eu te adoro, mas não iria te sequestrar. Ou ia, sei lá, sou meio louca hahahah



Galera, curtam a Fanpage e se inscrevam no Canal.

E claro, compartilhem essa postagem com os amigos. 

Um beijão e até a próxima. 

Mal feito, feito. 

terça-feira, 25 de outubro de 2016

A Vadia - Algumas opiniões + Quotes + Personagens

E aí, meu povo. Tudo bem com vocês? 

Terça-feira é dia de falar de #AVadia aqui no blog. 

Vocês estão preparados? 

Então vamos conferir a opinião de algumas pessoas que já conferiram a obra? 






"Eu adorei o livro, pois é algo totalmente novo. Nos mostra que existe o lado do outro, o lado que normalmente não paramos para pensar. Simplesmente julgamos. E o livro nos faz pensar nisso, avaliar as situações de outra maneira." Clarissa Fell Grings, Leitora beta. 



"Uma história leve, divertida, com personagens verossímeis e que nos farão refletir." Marcela carvalho, Leitora beta e blogueira (https://devaneiosdalua.wordpress.com/)


"Nunca pensei que conheceria o lado B de ser Vadia. Confesso, precisava disso e me dei conta de que com certeza já fui vadia na boca de alguém, ou de muitos alguéns, sei lá… Dane-se! Ao conhecer a história da Samantha, aprendi e refleti sobre muita coisa. Nossos preconceitos e crueldades não tem limites, pensamos assim: “Ah, é só uma zoeira…” “Que isso! É só uma fofoca, nada demais…” A verdade, é que não temos ou não queremos ter consciência dos danos que causamos aos outros. No livro, A Vadia, além de se divertir muito, você verá o lado B, não só de ser Vadia, mas de aspectos da vida que geralmente não damos importância." Amanda Maia, escritora e revisora.  


"Gostei muito da história e do jeito como a autora achou uma forma de desconstruir e problematizar tantos preconceitos em um livro só e de forma tão natural. Acho que é impossível ser mulher e não se identificar com alguma parte da história." Maria Ferreira, Leitora beta e blogueira (http://minhassimpressoes.blogspot.com.br/)


Quotes

É incrível como as pessoas parecem se ofender pelo fato de você ser o que é. Se você é homossexual, gordo, negro... Então elas simplesmente agem como se sua existência fosse um insulto." 


Tive vontade de dizer a ela que ninguém a rejeitaria. Melinda era linda. Mas se eu tinha aprendido uma coisa com o término do meu namoro é que beleza não garantia amor. A gente sempre tem esse discurso pronto de que fulana é linda e nunca terá problemas amorosos. Como se isso fosse verdade. Esse discurso apenas serve para perpetuar a ideia de que somos apenas a aparência e nada mais importa. Preferi usar um discurso mais empoderador:
– Você pode ser rejeitada ou pode descobrir que também é amada. Eu acho que vale o risco. 


" -Se você está vendo alguém ser agredido e não faz nada, você não é melhor do que o agressor." 


"Eu podia gostar muito dele, porém, não deixaria que ele me fizesse sentir culpa por algo que eu não tinha controle."


"Mas é assim que a vida é, não é mesmo? Você sopra a velinha, faz seu pedido e não tem certeza se ele irá se realizar. E se um dia acontecer, não tem como saber quanto tempo vai durar."


"Você vê todo mundo fofocando e quando percebe está fofocando junto. Você pode até achar isso errado, porém, na verdade está aliviado porque o alvo da fofoca não é você." 


Personagens principais
Eu amo esse estilo de desenho. Acho tão fofinho :3 


E por hoje é isso pessoal. Curtiram os quotes? Curtiram conhecer a opinião de alguns leitores? Gostaram do desenho? Estão ansiosos para a pré-venda (04-11)? Me contem! 

E se você curtiu a postagem, compartilhe com os amigos. 

Um beijão e até a próxima! 

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

O Feiticeiro de Terramar - Ursula K. Le Guin

E aí meu povo, tudo bem com vocês? 

Vamos de resenha? 

Título: O Feiticeiro de Terramar
Autora:Ursula K. Le Guin
Editora: Arqueiro

Páginas: 176
Compre na AMAZON
SKOOB Sinopse: Há quem diga que o feiticeiro mais poderoso de todos os tempos é um homem chamado Gavião. Este livro narra as aventuras de Ged, o menino que um dia se tornará essa lenda.
Ainda pequeno, o pastor órfão de mãe descobriu seus poderes e foi para uma escola de magos. Porém, deslumbrado com tudo o que a magia podia lhe proporcionar, Ged foi logo dominado pelo orgulho e a impaciência e, sem querer, libertou um grande mal, um monstro assustador que o levou a uma cruzada mortal pelos mares solitários.
Publicado originalmente em 1968, O feiticeiro de Terramar se tornou um clássico da literatura de fantasia. Ged é um predecessor em magia e rebeldia de Harry Potter. E Ursula K. Le Guin é uma referência para escritores do gênero como Patrick Rothfuss, Joe Abercrombie e Neil Gaiman. 


Minha opinião: Difícil falar desse livro. Difícil! Muito difícil! 

Primeiramente fora Temer devo dizer a vocês que me decepcionei com ele. 

Mas também devo dizer, que fechei o livro com uma sensação muito boa e não, não foi alívio por encerrar a leitura hahaha. Logo mais explico o que foi. 

O Feiticeiro de Terramar conta a história do Gavião, ou para os íntimos, Ged. Ged se torna um grande feiticeiro. Uma lenda. Mas nós não acompanhamos esse grande mago em seus enormes feitos. Na verdade nós acompanhamos a jornada do moleque até ele se tornar esse ser lendário. 

Ged era um menino muito poderoso. Mas era ambicioso, invejoso e exibido. Uma combinação muito perigosa. Um dia, para se mostrar superior, ele faz um feitiço e acaba soltando A Sombra. Um ser desconhecido, mas extramente do mal. 

O menino se arrepende, mas já é tarde demais. 

Então ele dá a volta ao mundo (ou quase isso) para acabar com A Sombra. 

Fui pega de surpresa porque pelo livro ser tão curtinho, imaginava que a leitura seria super fluída. Que nada. Eu lia 5 páginas e já estava querendo dormir. Não que a história não seja agradável. Ela é. Mas é cansativa. Praticamente não existem diálogos no livro e eu tenho um pouco de dificuldade com esse tipo de narrativa. Meus olhos ficam cansados, a leitura não flui. Então para mim, esse foi um ponto bem negativo. Mas pode não ser para você. 



A história não é enrolada, longe disso. Afinal são menos de 200 páginas. Tudo acontece rápido. Mas são poucas as cenas que acompanhamos. A maior parte delas, só há a descrição de que aconteceu, mas não como. Geralmente, isso me agradaria. Mas neste livro isso me incomodou. 

Ged não é um personagem agradável. Ele é irritante, exibido e ao longo do tempo, se torna medroso e calado. Parece estranho dizer isso, mas na verdade, isso mostra como ele evoluiu. 

Li todas as páginas me arrastando. Terminei a história com a sensação de tempo perdido. Mas então fui ler as observações da autora que estava no final do livro e fiquei encantada. Ela abordou vários pontos importantes, mas que eu não havia percebido durante a leitura pois estava ocupada demais reclamando da narrativa. Ok, me culpem. Nunca disse que era perfeita. 

Mas depois de ler as observações e refletir sobre O Feiticeiro de Terramar tive outra impressão do livro. Porque também pude conhecer um pouco da trajetória da autora. Mas confesso que fiquei mais fascinada por suas palavras de despedida ali no livro, do que pela história em si. 

Em resumo, O Feiticeiro de Terramar não é um livro que vai agradar a todos. Mas vai agradar a maioria, acredito eu. E se eu puder te dar um conselho, leia primeiramente as observações da autora. Creio eu que a leitura será muito mais proveitosa. 

E agora me contem. Alguém mais já leu? Curtiu? Não curtiu? Dividam suas experiências. 

E se você curtiu a postagem, compartilha com os amigos. 

Um beijão e até a próxima! 

domingo, 23 de outubro de 2016

Jerry Potter Br

E aí povo, tudo bem com vocês? 

Hoje estou aqui para falar de uma descoberta incrível que fiz  :) 

Estou falando do Jerry Potter. 

Não sabe quem é? 

Eu conto!




Sabe aquela pessoa que dá vontade de apertar? Pois é! 

Ele é fofinho, simpático, modesto, parece tímido, talentoso... 

Ok, vou parar por aqui, porque né? ..... 

Descobri ele ao acaso, em um vídeo que estava na minha linha do tempo. E fiquei encantada. Fui pesquisar mais e claro que não resisti e tive que vim aqui correndo contar para vocês. 


No vídeo a seguir, ele conta um pouquinho da sua história e também faz a narração de O conto dos 3 irmãos. Confiram e se apaixonem tanto quanto eu. 


                   

O vídeo abaixo é bem zuera, mas é super bacana. 

                        

E sabe que eu até acho ele parecido com o Harry? hahahha. Sim! Em uma versão mais fofinha e brasileira. 

Mas ao mesmo tempo é estranho. Porque eu fico ouvindo e acho que é o Harry. Mas não é o Harry. Mas ele é tão lindinho, simpático e querido que eu também não consigo parar de olhar. Sério, é bruxaria. 

Ahhhh e eu quero ver se consigo uma entrevista com ele, então galera, apoiem aí essa ideia. Quem ia curtir? 

Alguém aqui já conhecia o Jerry Potter? Gostaram de conhecer? Me contem! 

E não se esqueçam de se inscrever no canal, curtir a FANPAGE e compartilhar essa postagem com todos os amigos surtados em Harry Potter. 

Um beijão e até a próxima! 

sábado, 22 de outubro de 2016

Amaldiçoadas - Jessica Spotswood

E aí povo, tudo bem com vocês? Hoje estou aqui para falar desse livro que eu estava mega ansiosa para ler. 

É a continuação de Enfeitiçadas. 

Mas não se preocupe, esta resenha não terá spoilers do primeiro livro. 

Recados dados, vamos lá? 


Título: Amaldiçoadas
Autora: Jessica Spotswood
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Compre na AMAZON
SKOOB Sinopse: Após escolher servir à Irmandade e abandonar sua posição social, sua família e Finn, seu grande amor, Cate Cahill vai enfrentar dilemas muito maiores.
Os Irmãos da Fraternidade estão cada vez mais ávidos por controle. Eles não apenas continuam fazendo de tudo para exterminar as bruxas, como agora também desejam acabar com a autonomia de todas as mulheres, por meio de um decreto que as proíbe de trabalhar e estudar.
Quando Sachi, amiga de Cate, é mandada para o Hospício de Harwood por executar magia em público, o cerco se fecha em torno da Irmandade e Cate começa a sentir a pressão para manifestar os poderes anunciados na profecia, aquela que aponta uma das irmãs Cahill como a bruxa mais poderosa em muitos séculos.
Mais do que nunca, Cate precisa proteger suas irmãs, Maura e Tess, que acabam indo morar com ela em Nova Londres. No entanto, a reaproximação se torna um revés quando Maura demonstra grande interesse em deter o maior poder de todos. As consequências podem ser terríveis e incluir uma guerra cruel capaz de separar de vez as irmãs Cahill.




Minha opinião: Terminei o primeiro volume desta trilogia (RESENHA) com o coração na mão. Então assim que o segundo volume chegou, eu já iniciei a leitura. Mas confesso que a leitura não começou muito animada. Tanto que demorei quase um mês para concluí-la. 


Ainda temos vários dos aspectos do livro anterior. Ainda temos fortemente a crítica ao machismo e aos irmãos. A Fraternidade está cada vez pior. Quer trazer novamente as fogueiras, proibiu as mulheres de trabalharem, estão prendendo cada vez mais meninas. 


Apesar de todas as cenas envolvendo esses homens serem cruéis e me deixarem enjoada, elas são necessárias. E na verdade, não são tão fantasiosas assim. Sejamos sinceros. A maior parte dos homens ficaria muito feliz se pudesse ter sua mulher em uma coleirinha. 


As relações abusivas, o machismo, o abuso e estupro estão bem presentes no livro. Não são cenas descritivas. Mas você percebe claramente o que está acontecendo ali. Então até mesmo leitores mais "sensíveis" podem ler. 


Temos também a sororidade, empoderamento e feminismo muito manifestados na obra. E acho fantástico como a autora não utiliza essas palavras. O que não deixa de ser um ponto positivo, pois infelizmente muitas pessoas temem esses termos. 


O romance não é o foco. E eu sou a louca dos romances, mas devo dizer que isso muito me agradou. Claro, há uma relação de amor ali, mas ela não rouba todas as cenas. 





A história é maravilhosa, assim como no primeiro volume. Mas neste, os acontecimentos se dão de forma um pouco mais lenta, porque a autora quer situar o leitor que chegou neste volume, sem ter lido o anterior. E isso não me agradou muito, já que prefiro narrativas mais ágeis. De maneira nenhuma, isso desmerece a obra, mas é um ponto que vale falar. 


E agora eu estou aqui, morrendo de curiosidade e medo. O final deste livro me deixou com muita raiva e não sou a Rita, mas posso apostar que muitas lágrimas e sangue irão rolar no próximo volume. 


Ainda é necessário que eu diga que indico a obra? Então tudo bem. SUPER indico esta obra. Indico que você leia primeiro o volume anterior, mas se isso não for possível, não há problemas. A autora ambienta muito bem a história e tenho certeza de que você não ficará perdido. 


E então é só isso. Se você já leu esse livro me conte o que achou e se ainda não leu, me conte se ficou curioso, se curtiu a resenha. 

E se você curtiu, compartilha com os amigos. 

Um beijão e até a próxima! 




quinta-feira, 20 de outubro de 2016

3 e-books que irão te ajudar na sua carreira de escritor

E aí povo, tudo bem com vocês? 

Hoje estou aqui para um post de dicas para novos autores. 

Eu sei, eu sei. Faz tempo que não apareço com posts do tipo. Mas a vida está uma loucura hahaha. 

Então não vamos perder tempo explicando e vamos lá para o assunto do dia. 

Talvez alguns não saibam ainda, mas eu sou escritora. Sim! E uma das muitas coisas que eu aprendi nestes dois anos de carreira é que investimento é fundamental. 

Vejo muito autor talentoso que não ganha espaço porque não investe. E não estou apenas falando em investimento em cursos de escrita, oficinas, graduação e afins. Isso tudo é importante, claro. Mas é preciso ir além. 

Os autores precisam entender de mercado, do meio editorial, de público, de marketing e muito mais. 

Não sei se é ingenuidade ou falta de interesse em pesquisar, mas muitos escritores pensam que basta apenas você escrever um bom livro e ficar em casa esperando ele se tornar o próximo best seller ou clássico. 

Hhahahhah, kkkkk, rsrsrsrrsrsr, risos para você, coleguinha. 

De maneira alguma estou querendo dizer que qualidade não importa. Claro que importa. Mas é preciso ir muito além disso. 

Seu livro não vai vender sozinho e nenhuma editora vai atrás dele se não o conhecer. 

Recebo lamúrias (não tem outra palavra para expressar o que acontece) de muito autor que publicou na Amazon e que nunca vendeu um livro sequer. Daí esse autor sai por aí falando mal da plataforma. Amiguinho, a Amazon é só amor. Mas se você não apresentar seu livro para o mercado, você nunca vai vendê-lo. 

Te choquei? Que bom! 

E falta de dinheiro não é desculpa, porque a internet está aí para isso. Além do mais, gastar com estudo não é jogar dinheiro fora, é investir. Você precisa investir em você mesmo, na sua carreira, no seu conhecimento. 

Então para te ajudar, separei três e-books que falam sobre diferentes assuntos, mas que irão te ajudar muito na sua carreira. 

Eles são baratinhos e valem muito a pena. Para adquirir, basta clicar no título do livro. 



100 dicas para novos autores
Este e-book da Janaína conta com dicas que envolvem várias etapas da publicação de um livro. Algumas dicas são bastante óbvias, mas é como a autora disse "é no óbvio que muito autor se perde". E tenho certeza de que algumas, você ainda não viu por aí. 
Sem contar que a autora fala um pouquinho da sua carreira e isso é uma motivação e tanto. É fácil olhar para ela e pensar que tudo foi fácil. Mas na verdade, Janaína lutou muito e por muito tempo para chegar onde ela está hoje. Leitura mais do que recomendada. 


E-book Marketing: 50 Maneiras de Promover Seu Livro e Vender Mais (Livros Que Vendem)
Como estudante de marketing, tudo o que envolve esse mercado me fascina. E com esse e-book do Eldes Saullo não foi diferente. São 50 dicas que com certeza se seguidas, darão um up nas suas vendas. Algumas das estratégias eu nem conhecia. E algumas conhecia muito pouco. Você não vai terminar a leitura um mestre do marketing literário. Mas com certeza vai aprender a melhorar e muito as suas vendas. Leia! 


Parcerias com blogueiros: Guia de sobrevivência para escritores
E claro, não dá para falar em marketing literário sem falar em parcerias. Os blogueiros muitas vezes são o ponto chave da divulgação dos autores e até mesmo de editoras. Por isso aprender a fazer boas e produtivas parcerias é fundamental. Pensando nisso, escrevi esse guia que com certeza irá te ajudar na relação autor-blogueiro. Ao longo das páginas, eu conto tudo o que aprendi nesses anos de blogueira e autora. Obviamente que eu indico.



Pretendo fazer mais posts com dicas a medida do possível. Mas hoje eu termino por aqui. Espero que essas dicas te ajudem e que você, autor, publicado ou não, entenda a importância de conhecer o mercado. 

Se você já leu algum desses e-books me conta o que achou e se ainda não leu, me conte se gostou da postagem. E se você tiver outros livros para indicar, comente aí.

E se você curtiu ou tem um amigo que escreve, mas que acha que apenas escrever basta, compartilhe a postagem com ele. 

Um beijão e até a próxima! 


OBS: Você ainda pode usar o cupom KINDLE5 e ganhar um desconto de 5,00 em qualquer um dos e-books na AMAZON.


terça-feira, 18 de outubro de 2016

Book Trailer A Vadia - Gislaine Oliveira

E aí meu povo, tudo bem com vocês? 

Hoje estou aqui para divulgar o book trailer desse livro tão aguardado :) 

Estou muito ansiosa por novembro =D 

Para quem ainda não sabe, o livro entra em pré-venda no dia 04-11. Então segurem o forninho e vamos lá. 


                       


Esta não é uma história de amor comum, destas que você está acostumado a ler. Existe a menina boazinha? Sim! O menino bonzinho? Sim! A menina invejosa que quer separar os dois? Claro! Então o que é que esse livro tem de tão especial? Você já vai descobrir.
     Esta história não será contada por um narrador desconhecido, nem pelo casal apaixonado. Contrariando todas as expectativas dos românticos de plantão, quem contará a história será ela: A Vadia.
     Apresentações não serão necessárias. Você já conhece A Vadia. A garota alta, loira, peituda e fútil. Ela é a rival, a arqui-inimiga da garota tímida e do bem por quem o cara se apaixona. A piranha que dá em cima do mocinho e que também abandona um namorado só porque ele é pobre.
     Você já conhece esta trama. Mas deve saber que toda história tem dois lados. Você já conhece um. Agora vai conhecer o outro!


E então, curtiram? Me contem! 

E se você curtiu a postagem, compartilha com os amigos. 

Um beijão e até a próxima!