sábado, 2 de agosto de 2014

NA SESSÃO DE AUTÓGRAFOS

Oi pessoal; Resolvi postar um texto meu aqui no blog. Espero que gostem. Deixem a sua opinião, é muito importante. :)
"-Ahhhhh.Ahhhhhh.Ahhhhh. Não acredito. Tu virou escritora mesmo? A gente virou escritora de verdade. Noooossa! Quando eu contar isso para as meninas.Falou a adolescente em frente a mesa. A autora levantou os olhos e ficou observando por um momento.
-O que você faz aqui?
-Precisava ver isso de perto.
-Vem. Comigo. -Disse a autora, levantando-se e pedindo desculpas a quem ainda estava na fila. Enquanto os leitores não entendiam a cena. Gislaine Oliveira, tinha uma irmã mais nova?
-Você sabe que não deveria estar aqui.
-Eu já disse. Precisava ver isso. Cara não acredito. Quer dizer que agora somos como Pedro Bandeira e Paulo Coelho?
-Não exatamente.
-Ei, me da o livro. Quero ler.
-Não.
-Porque?
-Porque não.
-Caraca. Eu fiquei chata hein. Mas me diz, onde está a Tat e a Paula? Não vi elas em lugar algum.
-Elas não vem.
-Porque não? Elas são nossas amigas.
-Elas são suas amigas. Daqui a 6 anos não falaremos mais com elas.
-Por que?
-Porque não.
-E a Adri? Ela é a minha melhor amiga.
-Disse bem. Sua. Aproveite bem. Vamos parar de falar com ela em pouco tempo.
-???
-Isso mesmo.
-E nosso namorado?
-Marido?
-Ah. Pelo menos isso. Sabia que casaríamos com ele.
-Sabia errado. Está vendo aquele moço ali? De barba? Prazer. Seu marido.
-O alemão? Não! Gisa, tem coisa errada. Não falamos com alemães. Aliás, porque há tantos alemães aqui?
-Nossa família. Aquela é a nossa sogra. E aquela a nossa cunhada. A propósito, agora, nós amamos os alemães.
-Não acredito nisso.
-Pode apostar.
-E essa barriga? Eu estou grávida? Você sabe que não quero ter filhos.
-Vira essa boca pra lá.
-Como eu fiquei tão gorda?
-Fofa, amor. Fofa. Problemas de saúde.
-Problemas de saúde? Nem pensar! Minha saúde é de ferro.
-Sei. Vai no médico então pra você ver.
-E esse monte de gente que eu não conheço? Escritores?
-A maioria. Ei, Tingola, vem cá com a mamãe.
-Ei. Tira esse bicho horrível de perto de mim.
-Esse bicho horrível é sua filha. Ela dorme toda a noite com você e você adora brincar com ela.
-Credo! Odeio gatos.
-Agora você ama.
-Nossa. Fiquei esquisita no futuro. Mas me responde uma coisa.
-Fala.
-Porque não falamos mais com as meninas? E por que eu casei com ele?

-Não sei porque não falo com as meninas. Já faz muito tempo. Não lembro. E você casou com ele, porque você o ama.
-Mas eu nem o conheço.
-Mas vai conhecer.
-E meu namorado.
-Não falamos com ele.
-Por que?
-Palavrões e xingamentos seriam o melhor que você conseguiria.
-E a gente é famosa?
-Saímos no jornal.
-Ahhhhh.Ahhh.Ahhhh.
-Chega.
-Mas e sobre o que é o livro? é "Se eu fosse a Cinderela?"
-Não! Você perdeu esse livro. Trata de cuidar melhor das suas coisas meninas.
-Eu quero saber sobre o que é.
-Porque?
-Para que eu possa começar a escrever.
-Não.
A menina arrancou o livro e leu algumas páginas.
-Conheço essa história.
-Eu também.
-E não podemos mudá-la?
-Não. 
-Por que?
-Porque o passado é uma coisa que a gente não mexe. O passado a gente deixa guardadinho, exatamente do jeito que foi." Gislaine Oliveira

16 comentários:

  1. Olá!
    Adorei o diálogo gihh!
    mas acho que se tivesse mais descrições dos pensamentos de cada falante. mais descrições faciais sabe?! ele sorriu, ela olhou fixo... sabe?! ia ficar ainda mais envolvente!
    parabéns pelo texto!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lara. Que bom que gostou. Estou pensando no que vc disse. Realmente colocar mais "emoçoes" pode ser a chave nesse diálogo. Obrigada pela dica.
      Beijos

      Excluir
  2. Adorei o seu texto, Gih! Muito bacana! Possibilita reflexões interessantes sobre passado e presente, expectativas e realidades!
    Tenha uma ótima semana!
    Abraços
    http://www.benoliveira.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ben. Obrigada! Expectativas e realidades..... é, são duas coisas tão distintas não é mesmo? hehhehe. Uma ótima semana pra vc tbm.
      Abraços

      Excluir
  3. Olá, dei uma passadinha aqui pra agradecer sua visita ao meu blog. Já estou seguindo aqui.
    Parabéns pelo texto. Abraços

    blogfalandodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adorei o diálogo <3.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Inês. Que bom que vc gostou. :)
      Beijos

      Excluir
  5. Muito legal o diálogo!!
    Pena que não dá para mudar certas coisas do passado, né...
    Bjs, Lu - http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza. Realmente, certas coisas são uma pena não podermos mudar. Mas outras acontecem melhor ainda do que planejamos. :)
      Beijos

      Excluir
  6. Tá me perdi no meio da história mas acho que entendi tudo.
    Hahahah gostei, foi divertido ^^

    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marina. onde???? Vou revisar pra melhorar. Mas a ideia é somente apresentar a adolescente de 14 anos e a adulta de 20. E o que aconteceu com elas. ehehhe. Mas vou tentar estruturar melhor o diálogo.
      Beijos

      Excluir
  7. esse diálogo meio doido, meio irreverente é bem interessante!
    gostei da personagem se reencontrar com seus dois eus, mas que são tão diferentes em uma única pessoa!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila. Que bom q vc gostou. Isso mesmo, são as duas "eu" em fases diferentes da vida. Gosto de brincar com essa coisa da cronica. Rápida, direta e um lado meio doido. Heheh.
      Obrigada pela opinião.
      Beijos

      Excluir
  8. Menina, você tem um jeito ótimo de escrever! Passou super rápido seu texto. É daqueles bem legais que faz o tempo voar! Adorei o contexto. Continue assim!

    Beijos

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Greice. Obrigada pelos elogios. Isso é muuuuuito importante para mim, já que estou entrando no mundo literário. E receber esses fedbacks positivos de blogueiros é muito bom e muito legal. Faz a gente querer continuar escrevendo. :)
      Beijoooos

      Excluir