terça-feira, 15 de setembro de 2015

Sejamos Todos Feministas - Chimamanda Ngozi Adichie

Oiii pessoal, tudo bem??? Hoje vim aqui para falar de um livro-não livro muito especial. Conheci através do Canal Nina e Suas Letras e fiquei logo interessada. Como estava grátis na Amazon, eu tratei de baixar. Então bora conhecer???

Título: Sejamos Todos Feministas
Autora: Chimamanda Ngozi Adichie 
Páginas: 46
Sinopse: O que significa ser feminista no século XXI? Por que o feminismo é essencial para libertar homens e mulheres? Eis as questões que estão no cerne de Sejamos todos feministas, ensaio da premiada autora de Americanah e Meio sol amarelo."A questão de gênero é importante em qualquer canto do mundo. É importante que comecemos a planejar e sonhar um mundo diferente. Um mundo mais justo. Um mundo de homens mais felizes e mulheres mais felizes, mais autênticos consigo mesmos. E é assim que devemos começar: precisamos criar nossas filhas de uma maneira diferente. Também precisamos criar nossos filhos de uma maneira diferente."Chimamanda Ngozi Adichie ainda se lembra exatamente da primeira vez em que a chamaram de feminista. Foi durante uma discussão com seu amigo de infância Okoloma. Não era um elogio. Percebi pelo tom da voz dele; era como se dissesse: Você apoia o terrorismo!. Apesar do tom de desaprovação de Okoloma, Adichie abraçou o termo e em resposta àqueles que lhe diziam que feministas são infelizes porque nunca se casaram, que são anti-africanas, que odeiam homens e maquiagem começou a se intitular uma feminista feliz e africana que não odeia homens, e que gosta de usar batom e salto alto para si mesma, e não para os homens.Neste ensaio agudo, sagaz e revelador, Adichie parte de sua experiência pessoal de mulher e nigeriana para pensar o que ainda precisa ser feito de modo que as meninas não anulem mais sua personalidade para ser como esperam que sejam, e os meninos se sintam livres para crescer sem ter que se enquadrar nos estereótipos de masculinidade. Sejamos todos feministas é uma adaptação do discurso feito pela autora no TEDx Euston, que conta com mais de 1 milhão de visualizações e foi musicado por Beyoncé.



Minha Opinião: Awon, é tão bom quando encontramos algo assim para ler. Algo inteligente, que nos represente, que nos faça pensar, que não nos oprima, que nos liberte, algo que não exclua e sim inclua, que não dite regras. Pois é gente, esse "texto" é isso tudo e muito mais. 

Quem me acompanha já deve ter percebido que eu sai do armário e me assumi feminista. Mas este não é apenas para pessoas como eu. Ele é para pessoas que ainda não querem se assumir, para pessoas que não acreditam ser feministas, para pessoas que não acreditam no feminismo. Ele é para todo o tipo de pessoa. 

O assunto abordado é a questão de gênero. Apesar de muitas pessoas acharem chato, ele deve sim ser discutido. Por que? Por que mulheres sofrem todos os dias, todos os tipos de abusos. Por que a mulher que não usa vestido, salto, batom e esmalte, ainda é masculinizada. Por que o homem é quem deve pagar a conta. É o homem quem deve dar o primeiro beijo. É o homem quem deve tomar a iniciativa. É a mulher quem deve cuidar da casa. É o homem quem deve sustentar a família. 

E isso sim, deve ser discutido. Se eu quiser trabalhar fora, tenho este direito. E se meu marido, não quiser mais trabalhar e quiser apenas cuidar da casa, é dele esse direito. Como vamos viver é outra história, kkkk, mas temos este direito. 

Se eu quiser dar o primeiro passo e o último também, eu posso. E se o homem quiser casar virgem, ele pode sim. 

Há muitas outras questões abordadas neste e-book. Mas prefiro que vocês leiam com calma e reflitam. Por isso, convido todos vocês a baixar na Amazon - ele é grátis. Leiam e me contem. Leiam e percebam o que mudou em vocês. Por que algo vai mudar pessoal. Pode ser que você não concorde com tudo - eu mesma não concordo - mas alguns puxões na orelha e alguns consolos você vai receber. 


E por hoje vou me despedindo. A resenha ficou curtinha mesmo, por que quero que vocês leiam o e-book. Vai galera, custa nada e vai fazer um bem danado. 

E aí, já baixou? Ainda não? BAIXE AQUI

Um beijão e até a próxima 

15 comentários:

  1. Olá, Gih.
    Eu já li esse livro, mas acabei não o resenhando no blog. Ler sua resenha me lembrou que tenho que resenhá-lo. rs
    Eu gostei bastante da leitura. Você sabe que eu adoro esses livros mais sérios, né? Além disso, achei a autora bem sensata, com uma abordagem bem interessante.
    Ótima resenha, Gih.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gih.
    Quando vi esse e-book achei que era a sua cara hehe. Apesar de não ser feminista, acho que cada um tem o direito de ser e fazer o que quiser sim, desde que dentro das leis, mas como sou evangélica, tenho uma visão diferente do papel do homem e da mulher. Mas vou baixar já que está de graça e quando deu eu leio hehe.
    Você viu a postagem do projeto lá no blog? Como você não comentou lá, acho que não viu. Vou deixar aqui o link.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/2015/09/projeto-ta-na-estante-nao-leu-seu-amigo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, desculpa. Agora que vi que vc comentou sim hehe.

      Excluir
  3. Oi, Gih! Tudo bem? Adorei a resenha e a premissa do livro! O tema abordado pela autora (MEU DEUS! QUE NOME MAIS COMPLICADO É ESSE????) é bem interessante então creio que a leitura do livro seja bem gostosa e reflexiva! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/2015/08/resenha-premiada-johnny-bleas-um-novo.html <- Tá rolando promoção do livro "Johnny Bleas - Um Novo Mundo" lá no blog! ;)

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia, mas achei bem legal essa sua dica.
    Vou mostrar minhas câmeras no post de amanhã em vídeo. Depois passa no blog pra ver.
    Obrigada por comentar no meu blog!

    http://colorful-mushrooms.blogspot.com.br

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  5. Oi, Gih! Como vai?
    Conheci esse livro no canal TLT, e desde então, tenho o visto em várias mídias literárias.
    Me parece ser uma leitura sensacional, que além de nutrir, abre a mente... pretendo lê-lo em breve, e tenho certeza que vou, no mínimo, gostar.

    Até mais,
    http://entreserieselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim plínio. Vale super a pena , beijooos

      Excluir
  6. Olá Gih!
    Que legal saber da existência desse livro. =D
    Eu me considero feminista e sinceramente, alguns sexismos me incomodam e muito. Desde criança eu sempre ficava p... da vida quando zoavam meu irmão porque ele gostava de brincar de boneca comigo. E eu falava: O quem tem demais, gente? É só uma boneca.
    Agora, mais velha, sei que ele fazia isso porque só tinha a mim para brincar com ele e vice-versa.
    Além de outras coisas que eu observo aqui dentro de casa. Quem cuida mais dos serviços de casa na ausência da minha mãe sou eu. Meu irmão não ajuda quase nada. E meu pai só reclama que eu não faço nada. Triste vida!
    Vou deixar o livro guardado para ler depois.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo sexismo me incomoda :(
      Mas leia sim Ane, você vai curtir
      Beijão

      Excluir
  7. Oi, Gih! Gostei muito desse livro. Eu demorei bastante para lê-lo, mas quando o fiz me surpreendi bastante. A escrita da Chimamanda é ótima e me deixou com muita vontade de conhecer os outros trabalhos dela. Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Gih, tudo bem?

    Não conhecia esse livro, mas realmente parece ser muito interessante. Eu não me considero feminista, sei dos meus direitos, sei que posso fazer o que eu quero e quando quero, mas não levanto bandeira.
    E menina, que nome complicado é esse? hahahahah Tive que ler três vezes para absorver! hahahaha

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  9. Chimamanda melhor escritora! Já li tudo que tem publicado dela por aqui. Esse discurso, ainda li impresso, mas vi no Youtube.

    ResponderExcluir
  10. O quanto Chimamanda vai influenciar no seu pensamento? Muito! Uma das leituras que todo leitor deveria fazer sempre é sobre a filosofia e sociologia, uma vez que vivemos tudo isso. Não falo dos clássicos como Atistóteles ou Webber, mas dos contemporâneos, daqueles que nossa geração ecoa. Indico que leia Zygmunt Bauman.

    ResponderExcluir
  11. To adorando conhecer vários livros que abordam esse tema super interessante que tem ganhando capa vez mais vozes, e o mundo tem conhecido mais sobre esse tema, e muito bom ver o quanto tem crescido. Adorei conhecer mais sobre o feminismo.

    ResponderExcluir
  12. Olá
    Muito legal conhecer esse livro, é bom mesmo encontrar coisas assim que nus inspira, os liberta... quero ler gostei muito e vou baixar, já já.
    Bjocas

    ResponderExcluir