terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Parte 2

Oiii Galerinha. Finalmente chegou a terça feira e vocês poderão conhecer um pouco mais Os Sonhos de Rita. Se você está chegando agora, Clique Aqui e entenda tudo direitinho. E se você precisar relembrar, Clique Aqui para conferir o prólogo e Aqui para conferir a parte 1.
Mas então vamos lá?

------------------------------------------------------------------------------------
               — Rita, você já contou tudo para o Felipe? — perguntou Luana à amiga.
               — Contei, Lu. Contei sim. Ele disse que vai pensar em um jeito de mudar isso. Só que não tem como mudar. Ah, Lu, o que eu faço? — E Rita voltou a chorar.
               — Calma, Rita, calma. — Luana tentava, em vão, consolar a amiga. — Chorar não vai adiantar. A gente precisa pensar em alguma coisa. Eu vou ajudar. Você sabe que sempre tenho grandes ideias.
“Grandes ideias furadas”, Rita pensou. Mas não disse isso à amiga. Ela só estava tentando ajudar.
              – Faz o seguinte: — completou Luana. — Chama o Felipe para vir para cá depois do trabalho. Mais cabeças pensam melhor juntas. Vou pedir para o Gui vir depois, também.
              Gui era namorado da amiga, e muito amigo de Rita e Felipe. O casal seria padrinho de casamento deles, se esse pudesse acontecer. Enquanto esperavam pelos namorados, as duas amigas tentavam imaginar uma forma, algum plano mirabolante para solucionar o problema. Mas ideia alguma parecia boa o suficiente. E a espera parecia enorme. O relógio simplesmente não andava.
               Então finalmente alguém bateu na porta. Era o Gui. Rita e Luana contaram resumidamente o que havia acontecido. Gui também sabia do dom da amiga. Tiveram que consolar Rita, que voltou a chorar. Ela ainda estava soluçando, quando Felipe pôs a cabeça para dentro do quarto. E então entrou.
               — Oi Guilherme, oi Lu. — e sentou ao lado da namorada. — Oi, meu amor. — Rita voltou a chorar com toda força, abraçando-o.
               — Rita, calma. A gente vai pensar em alguma coisa. — Esse era o Gui tentando consolar a amiga.
               Ficaram todos ali, durante um longo período em silêncio. Era possível ouvir os neurônios trabalhando. Quatro cérebros a mil. Vez ou outra, Felipe precisava consolar a namorada, que voltava a chorar. E várias vezes precisava enxugar as próprias lágrimas. Luana foi quem quebrou o silêncio.
               — Pessoal, já sei. Vocês vão terminar. — disse.
               — Que terminar o quê, Luana. Não viaja — disse Felipe, indignado com a ideia da amiga, como se aquilo que ela acabava de dizer fosse a coisa mais absurda que ele já tinha ouvido em toda a vida. –Eu e a Rita terminar? Você está brincando, não é?
               — Amor, — disse Rita — pode ser. A gente vai terminar. — E voltou a chorar. Rita não acreditava realmente no rompimento do namoro, mas era o único pensamento lógico que haviam tido naquele dia.
               — Amor, a gente nunca vai terminar. NUNCA! — afirmou Felipe. — E Luana, por favor, não fica enfiando essas ideias malucas na cabeça dela.
               — Cara, — disse Gui, calmo como sempre — é uma ideia lógica. Para a Rita casar, seja lá com quem for, vocês devem terminar. Então a saída é impedir isso.
               — Mas eu e a Rita não podemos nos separar. O que poderia fazer com que terminássemos? — perguntou Felipe.
               — Ué. — disse Luana. — Se briga alguma é capaz de separar vocês, isso significa que vocês irão se apaixonar por outras pessoas.
               Todos olharam para ela. Olharam-se e desabaram a rir. Era uma ideia tão absurda que chegava a ser engraçada. Até a Luana, autora de tal bobagem, foi obrigada a rir. E riram. E riram.
                Luana e Gui se aproveitaram do momento para distrair um pouco o casal amigo. E como não conseguiam pensar em nada lógico, inventavam coisas mirabolantes.
                — O Felipe vai ser abduzido. — dizia o Gui.
                — A Rita foi prometida em casamento. — rebatia Luana.
                — Era um teatro. — defendia Gui.
                E eles riam, em meio a essas ideias absurdas. Até que de repente, Felipe caiu em si, e pediu para pararem com as gargalhadas.
                — Rita, temos que dar um jeito de descobrir de verdade o que vai fazer com que nos separemos. Porque assim, poderemos mudar isso. Você consegue?
                — Amor, — respondeu Rita — eu vejo o futuro em sonhos, não em bolas de cristal.
                — Bolas de cristal. É isso! — falou empolgada Luana.
                — Amor, você não tem uma bola de cristal. — caçoou brincalhão o namorado.
                — Não, eu não tenho. — defendeu-se ela. — Mas a Matilde, amiga da minha mãe, sim. Quer dizer, ela lê cartas, o que dá no mesmo, não é?
                — Ai Lu, obrigado por querer ajudar, — agradeceu Felipe — mas ler cartas? Essa ideia é um pouco absurda.
                — Lipe, — começou Rita — pode ser uma saída. Eu ver o futuro em sonhos, também é absurdo, mas meus sonhos acontecem.
                — Amor, — continuava Felipe — é diferente. Você tem um dom. Mas essas cartomantes são umas picaretas, isso sim.
                — Olha cara, — tentou Gui — eu também não acredito muito nessas coisas. Mas a Matilde é uma boa pessoa. Picareta ela não é. Uma piada, talvez. Mas não custa nada tentar. A Lu pode falar com ela.
                Matilde era uma amiga de Clélia — mãe de Luana — há anos. Dizia ela ter um dom: saber ler cartas. Um pouco excêntrica, mas como Gui mesmo havia falado, não era picareta. Jamais cobrava pelas suas consultas, e se negava a aceitar quando alguém insistia em pagar. Ela argumentava que havia recebido um dom do alto, de graça, e vendo assim, não achava justo cobrar dos irmãos. Mas quanto a ter realmente um dom, ou ser apenas uma piada, era difícil saber. Várias vezes Matilde acertava suas previsões, mas outras tantas, errava.
                 — Eu falo sim, — prometeu Luana, abraçando a amiga — mas agora vou indo, porque está ficando tarde. Amanhã a gente se fala, Rita. Gui, meu pai leva você. E Felipe, quer carona?
                 — Obrigado, Lu, mas hoje eu vou ficar aqui, afinal não sei até quando... — Felipe parou no meio da frase e puxou Rita para um abraço. E então ela voltou a chorar.
                Rita e Felipe estavam juntos há quase dois anos. Rita sonhara que iria conhecê-lo, e se apaixonou logo de cara. Apaixonou-se por ele no seu sonho. Amor instantâneo. E nunca havia cogitado se separar. Claro, já haviam brigado e discutido inúmeras vezes. Felipe, apesar de muito carinhoso, era possessivo e ciumento ao extremo. E Rita, por sua vez, era marrenta, e adorava irritá-lo. Mas existe casal que não briga? Agora, terminar? Não! Decididamente essa não era uma possibilidade.
                Além do mais, já haviam decidido ficar juntos. Nada no mundo seria capaz de separá-los. Nem a implicância de Sônia — mãe de Felipe — com a falta de religião de Rita. E nem seu Antônio, pai de Rita, que ambicioso, cismava que Rita precisava ficar com alguém de futuro. — Futuro, pai? — dizia Rita. — Meu futuro é ele. Eu o amo.

               E depois que os amigos saíram, os dois se abraçaram mais ainda e, chorando, adormeceram.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
Pessoal, não deixem de falar o que estão achando. E se vocês acharam essa parte muito grande, peço desculpas. Nas próxima, vou me controlar. Prometo!

38 comentários:

  1. Oi Gih!
    Como estou chegando agora, tive de clicar em todos os links que você deixou, uasuashasuahsausah! Adorei a ideia e a história também e estou ficando curiosa para ler o próximo trecho que você irá postar...

    Beijos
    http://estantedafer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Fe. Fico muito feliz que tenha gostado =D , eu posto nas terças feiras :) , beijooos

      Excluir
  2. Oie,
    hahaha eles riram da piada, mas faz mesmo sentido um deles se apaixonar

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiii. Sim, sim. ashuahsdua. Sentido faz, mas para ele é tão absurdo que.....
      Beijoos

      Excluir
  3. Essa história tem tudo para bombar, Gih. Ainda fará muito sucesso!


    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de dezembro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigada :) , espero, heheheh
      Beijooos

      Excluir
  4. Oi! Adorei acompanhar mais um trecho desta estória. Está ficando cada vez melhor. Parabéns, você tem muito talento como escritora! :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com.br | Participe do sorteio no blog (aqui)!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiii Dani. Fico muito feliz que tenha gostado e obrigada pelos elogios =D
      Beijooos

      Excluir
  5. Amei!
    Gatinha, venha visitar o meu blog e o meu canal, ambos estão super atualizados :)
    Blog: http://fasesdegarota.blogspot.com.br/
    Canal: https://www.youtube.com/channel/UCE3spIcPq-x-gdjwS8KUfgw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Isa, que bomn que gotsou. Vou visitar sim, beijooos

      Excluir
  6. ah que legal, contos são tão bons!

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana. Na verdade não é um conto. É um pedaço do meu livro
      Beijos

      Excluir
  7. Oi, Gih! Estou aguardando logo o próximo capítulo, hein? hahah Sério, não consigo ver Rita sem Felipe... Eles são super fofinhos! Também não consigo imaginar nenhuma outra alternativa para fazer com que eles fiquem juntos! :( Beijos <3 http://gostosdeadolescentes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Isa. Aown, que lindo ler isso <3
      Fico muito feliz que esteja gostando :3
      Na terça tem mais
      Beijooos

      Excluir
  8. Estou gostando bastante da história. Quero muito ver os próximos capítulos hehe. Só achei a Rita um pouco chorona heheh.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Sil. hahah, todos acham, kkk
      Mas vê só a situação né? kkk
      Beijooos

      Excluir
  9. Oi, Gih! Nem percebi que a parte 2 tinha ficado tão grande, fui lendo, adorando e nem percebi o tamanho do texto ou o passar do tempo! rsrs Isso mostra que estou amando sua história! Já estou ansioso para o próximo capítulo! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aow Tony, fico muito feliz com isso. Vem terça Vem. Vem fevereiro Vem =D
      Beijooos

      Excluir
  10. Legal, esperando mais uma parte desse livro. Estou gostando e curiosa para saber mais sobre os sonhos.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está gostando Denise =D
      Beijoos

      Excluir
  11. Oii...
    Estou adorando a história! Muito interessante! A Rita é uma fofurinha.
    Louca de curiosidade para o próximo capítulo.
    Parabéns!
    Beijinhos ;**
    Leitora Online

    Instagram | Twitter | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii. Fico feliz em saber que está gostando =D
      Rita é um doce, :3
      Beijooos

      Excluir
  12. Giiiiiiiih!!!!!!
    Hoje o dia foi tão corrido que tinha até me esquecido que era terça!
    Está ficando cada vez melhor a história!
    Não vejo a hora de chegar terça novamente!
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Linda. Fico muito feliz que esteja gostando =D
      E nem me fale em correria, to perdida com tanta coisa, kkkk. Fim de ano é loucura =D
      Beijoooos

      Excluir
  13. Oii Gih, parabéns! Você escreve muito bem! Olha te indiquei em uma tag... segue o link http://joandersonoliveira.blogspot.com.br/p/tag.html

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Joanderson. Muito Obrigada =D
      Vou lá conferir, obrigada por lembrar de mim. Beijoos

      Excluir
  14. Seus capítulos são tão curtos que, às vezes, me sinto lendo fanfics (não as minhas, haha, tenho mania de escrever demais).
    Tô gostando bastante das postagens!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Nina. Esses não são capítulos inteiros, ehhehe. Mas fico feliz que esteja gostando , Beijooos

      Excluir
  15. Oi, por mim podia ser até maior! Estou gostando muito da história, quero ler toda!
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Mari. Fico muito feliz que esteja gostando =D
      Beijooos

      Excluir
  16. oi gih, que historia bem feita amiga, sucesso e realizaçoes para vc s2
    gih me visite tambem:
    gilvaniaevans.com

    ResponderExcluir
  17. Oi, Gih!
    Estou adorando cada vez mais a história.
    Ansopsa pela próxima parte.
    Beijos

    >>Tem promoção de Natal e Final de Ano lá no blog. São livros, marcadores e vale presente. Não fique fora dessa!<<
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eli, muito feliz que esteja gostando e na terça vem mais <3
      Beijoos

      Excluir
  18. Oiee ^^
    Não precisa se controlar não, pode escrever á vontade...haha' Estou adorando a história ♥ Aguardando ansiosamente a continuação.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Dryh. Não imagina o quanto fico feliz em saber disso. Muito obrigada pelos elogios. Vem terça vem. Vem fevereiro vem =D
      Beijooos

      Excluir
  19. Oi, Gih!
    Esses amigos da Rita e do Felipe… vou te contar! (haha) Tentando ajudar, deram uma ideia que também acho perigosa. Terminar? Não acho que resolva… Pior, acho que colabora para que o futuro sonhado por Rita se realize. Espero que o casal consiga superar isso. É triste pensar que o futuro promete ser algo completamente diferente do que ambos desejavam. E o amor deles é tão fofo… <333 Será que a Rita amará outra pessoa tanto quanto ama Felipe?
    Vou correndo ler a continuação, Gih! (rs)

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aown , nem me fala Fran. Amo esses amigos, mas eles têm cada ideia furada, ashuahsua. Beijão

      Excluir