terça-feira, 21 de junho de 2016

Lidos, mas não resenhados #10

E aí meu povo, tudo bem com vocês? 

Aqui estou para mais uma postagem para falar dos últimos livros que li e não lerei. Bora conferir? 

OBS: Lembrando que basta clicar no título do livro para ser direcionado ao skoob. 

Livro infanto juvenil, de fácil leitura e com um mistério bem bacana a ser resolvido. O final deixa algumas pontas soltas, algo um pouco característico dos livros do tipo. Indico para os novos leitores, para aqueles que estão começando a se aventurar por esse mundo ou para os leitores mais maduros, mas que desejam algo para se distrair ou curar uma ressaca literária.



É fato que eu já passei da idade de ler adaptações, então não sei porque não desisto delas.
Verdade é que não desisto, a pessoa é insistente* hahahha. 
A proposta desta adaptação é bacana. Nela, os personagens do livro saltam das páginas e contam a história a uma jovem mulher. A ideia é bacana. Acredito que leitores menos experientes podem curtir, mas eu detestei.



Como eu sou diferentona, eu gosto de livros de auto ajuda. Acho que eles sempre podem agregar algo a nossas vidas e sou do tipo que se é possível melhorar e facilitar a vida, porque não tentar? 
E eu sou A procrastinadora. Porque fazer hoje algo que eu posso fazer amanhã? Porque fazer o que outro pode fazer? Porque fazer se não é urgente? Pois é! 
Mas com esse livro, descobri que na verdade, eu sou produtiva. Só que nem sempre faço exatamente aquilo que deveria fazer. 
O livro é bem bacana. E ele não dá dicas para mudar a nossa natureza. Na verdade. ele nos dá dicas para aproveitarmos essa procrastinação de uma forma mais proveitosa. 


Esse é um livro bem infantil, mas com uma mensagem bem bacana. Ele fala sobre a importância de respeitar os mais velhos e fala que a gente precisa sim aprender com os nossos pais, avós... que o conhecimento é passado de geração em geração e ele é tão grande pois foi sendo criado ao longe de muitos anos. É uma história bem bacana para ler para os pequenos. 


 Eu não era nazista! é um livro de banca, com todas as características do tipo. Pequeno, de rápida leitura, um tanto clichê e com algumas problemáticas (estereótipos e afins). Mas não foi a pior leitura da minha vida. É uma boa distração até, bom para sair daquela ressaca literária. Mas não indico. Não saia por aí procurando essa leitura. Se você tiver o livro, ok, dê uma chance. Caso contrário, esqueça que falamos sobre ele. 



E por hoje é isso pessoal. São poucos livros, pois minha média de leitura caiu bastante, pois estou trabalhando muito ultimamente. Vários projetos a mil ahhahah. 

Mas me contem, vocês já leram algum desses? 

E se você gostou, compartilhe com os amigos. 

Um beijão e até a próxima! 

*Não pensem que eu leio apenas as adaptações, não é nada disso. Mas eu leio tudo que aparecer por aqui e tenho algumas dessas adaptações nas estantes (heranças de outras épocas), me arrisco.

13 comentários:

  1. Olá, Gih.
    Eu sou que nem você, gosto de procastinar. Claro que depois fico me sentindo culpada, mas na hora a gente não pensa nisso. Eu só não sou fã de livros de auto-ajuda, então não sei se leria esse.
    Estou aqui pensando, com medo, o que tem nesse livro "Eu não era nazista", mas já estou determinada a passar longe dele.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gi!
    A Arte da Procastinação... Esse eu domino hahahah
    Gente, vou passar longe desse Eu não era nazista.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Oi Oi,

    que post bacana! Fiquei interessada em A arte da procrastinação, porque essa é uma das poucas artes que eu domino kkkk Eu gosto de livros de auto ajuda de vez enquanto e bom saber que esse não vem com dicas para nos mudar e sim com dicas para nos ajudar a usar nossos hábitos

    Beijos!
    Visite o Mademoiselle Loves Books
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Gih.
    Confesso que nenhum dos livros chamou a minha atenção. Na verdade, chamou um: Eu não era nazista. Mas sua opinião me fez desistir de procurar a obra.
    Gostei da postagem.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de junho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
  5. Eu também gosto de livros de auto ajuda, como você disse, acho que é só saber absorver algo que acrescente em nossa vida :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá Gih, tudo bem?

    Ando meio sumido eu sei e pisando na bola porque não fiz umas postagens que me pediu, mas a correria está enorme e não estava conseguindo, quero comprar o seu livro Se eu fosse Cinderela se você não for ficar brava poderia me passar o valor novamente e a conta bancária, agora você realmente lê muito e concordo com você não gosto de adaptações....bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marco. Imagina, não precisa se desculpar não.
      Claro, vou te enviar por e-mail. Beijos

      Excluir
  7. Olá, Gih.
    Não li nenhum desses ainda, só o original de A ilha do tesouro hehe. Não suporto livros de auto ajuda. O único que e interessou foi Hora do espanto: O piano.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi! Tem uns livros que parecem legais, ainda mais esse Hora do Espanto. Achei a capa engraçado UIHAUISHUAHUI
    Beijos
    Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  9. Olá Gih!
    Adorei esse livro sobre procrastinação, fiquei com vontade de ler. Quero muito aproveitar meu tempo melhor sabe? haha
    E nem falemos deste último. haha
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito do blog, você escreve muito bem e as resenhas são ótimas! Já tem uma nova seguidora, beijoss

    literalizza.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada =D Fico imensamente feliz com isso. Volte sempre!
      Beijos

      Excluir