domingo, 11 de janeiro de 2015

E a inspiração?


Oiii galerinha. Hoje vou falar sobre inspiração. Quem deu essa ideia, foi o K, do blog Último Suspiro e A Fantástica Biblioteca de Sonhos

Bem, para começar, K, seu chato. Em que furada você foi me enfiar?
Me fazendo contar meus maiores segredos em rede


Bem gente, mas afinal o que é a inspiração?
Algo que um autor necessita para escrever? Também. Mas acredito que um autor, precisa é de dom. Dom de usar as palavras. Dom de encantar. De contar uma história. De inventar. Aumentar as coisas. Enganar os leitores perdão gente

Para mim, inspiração é consquência. Quando você tem dom para a coisa, tudo vira história.
Você não precisa de um caso extraordinário para criar uma história. As histórias estão há sua volta. Quantos personagens nos vemos todos os dias na nossa vida?

Porque se você não tem o dom, me perdoe amigo, mas você pode ter a ideia mais brilhante do mundo e ela nunca vai deixar de ser apenas uma ideia.
E se você tem o dom, as ideias é que vão chegar até você. Você vai ouvir uma conversa e dali, vai surgir uma história.

Acho que autor, tem essa de ser dramático, exagerado e mentiroso. De aumentar as histórias, de fazer mais drama, sofrer mais e sorrir mais. Acho que a gente enxerga e sente tudo com mais intensidade.
Pelo menos comigo é assim. E a proposta aqui, nesse post é falar sobre como eu encontro minhas ideias.

Tudo que eu vejo, escuto, faço, fica arquivado na minha memória. E um dia, bum, tudo vira história.
Todas as pessoas que eu conheço, todas as conversas que eu já tive, todos os beijos que eu já dei, estão pré dispostos a virar história.

Então, resolvi fazer uma brincadeira contando para vocês, um pouco de como surgiu a ideia para cada um dos meus trabalhos já publicados. Que tal???



Esse foi o primeiro livro que eu escrevi. Sim pessoal, mesmo que ele não tenha sido o primeiro que eu publiquei, foi o primeiro que eu conclui. Comecei a escrita em 2010 e conclui apenas no ano passado.

Comecei a escrever em uma época bem complicada. Tinha perdido meu namorado de anos (tem momento mais inspirador do que um pé na bunda?), estava me formando no ensino médio, comecei um curso técnico, trabalhava, fazia ballet clássico...

O livro era como uma válvula de escape para mim e eu comecei a escrevê-lo nas últimas páginas do meu caderno.

No começo, eu ingênua bem retardada, colocava os nomes do meu ex, meu e das minhas amigas. Depois, quando vi que a história podia deixar de ser apenas uma fuga e virar um livro, os nomes foram trocados.
Apenas 3 nomes continuaram iguais e é claro que eu não posso revelar quais são.



Pouco tempo depois que eu sai do meu emprego no ano passado, surgiu um concurso literário e eu resolvi participar. Mas tipo, faltava menos de um mês para terminar as inscrições. Mesmo assim, resolvi que eu queria escrever o livro e me inscrever. Vale a pena ressaltar, que no fim, desisti de participar.
Precisava de uma ideia o mais rapidamente possível e então claro. Bum.
Porque não contar a minha história? Ou parte dela?

Foi aí que eu comecei a contar a história da Déia e do Di. Sim meninas, o Di existe. Mas fiquem onde estão suas piriguetes, pois a verdadeira identidade jamais será revelada.
É claro que aqui entrou a escritora dramática, exagerada e mentirosa. Mas o plano de fundo de Justa Causa é tão real que essa postagem não pode sair daqui. Leram isso galera? É segredo nosso!
Se isso for parar no Google terei grandes problemas e por uma Justa Causa.
Algumas cenas são reais. Como a cena do almoço e da escada. Mais que isso não conto nem sob tortura.



Quando a Marcinha deu a ideia de fazer uma antologia de contos românticos com um fundo clichê é claro que eu me apeguei no triângulo amoroso. Afinal, quem melhor do que eu para escrever sobre isso? Se possível, ignorem também essa parte
A Mel, o Pedro e o Hugo, estavam prontos e era só colocar no papel.
















As inspirações para os meus pequenos contos, também tem um fundo inspirado em histórias reais. Até mesmo as minhas colunas para o jornal da cidade, eu retirava de fatos cotidianos.
Também já trabalhei como redatora freelancer e aí não tem essa de inspiração não. Precisa escrever e ponto final.
E depois tem outras histórias que vão surgindo e as minhas frases que eu amo de paixão. E vocês conseguem guardar mais um segredo??? Esses trechos não são baseados em fatos reais. Todas essas conversas foram reais.

















Então por hoje é só galera. Mantenham a boca fechada e esqueçam essa postagem. Heheheh.

E para quem está buscando inspiração, uma dica: Levem um pé na bunda. Isso acaba com qualquer bloqueio criativo.

**** Essa postagem mistura ficção e realidade. Perdoem meus amores, mas um mágico nunca revela realmente os seus truques ;)

Galera, não se esqueçam de comentar para participar do top comentarista e levar para casa todos esses prêmios.
Participe também do concurso cultural. Enviem suas respostas até o dia 31-01 e concorram a um livro autografado
Não deixe de participar do sorteio do livro autografado Um Encontro Para Dois. Tá muito fácil participar. Clique e Participe

Responda a enquete e concorra a um livro autografado, da autora Mônica Pimentel. Clique para votar

Se você ainda não leu, nessa terça, saiu um trechinho do meu livro. Clique e Confira

Criei também no facebook um evento para a pré venda que ocorrerá em 02-02. Vamos Participar


Perceberam quantos prêmios, sorteios e brincadeiras estão rolando esse mês? Então aproveite!!!! 

Nesse mês, postagem nova todos os dias =D

34 comentários:

  1. Postagem sincera é uma dessa!
    Agora que eu parei de rir, vou te contar uma Gih: eu comecei a escrever as Crônicas do Tarot por causa das aulas chatas de Direito Penal. Chatas não, agressivamente tediosas. Quantas vidas eu não perdi naquelas aulas? Até que, puff, surgiu o aclamado Crepúsculo (Twilight). E como eu já era leitor, mas não tão fissurado, eu passei a indagar certas coisas. 1)Como uma suposta Fanfic torna-se um BS? 2)Como a maneira clichê de literatura de romance americano é tão popular
    Aí eu passei a escrever sempre que tinha tédio. Tudo virava cenário. E principalmente onde moro.
    Como eu já tinha o blog como forma de aprender a expressar esse conjunto de sensações que vocês chamam de sentimentos, então passei a observar mais o mundo, passei a expor as teorias que crio e outros microcontos. Quando tenho algum bloqueio eu vou logo me distrair, ver o mar, coisas assim. Li tantas dicas sobre escrita que hoje é quase que instantâneo. Escrever é um dom, assim como nas outras artes, mas precisa de muita lapidação e bom senso, ou o dom vira apenas mais um coisa que fazemos com afinco, o que relativamente só serve para nós mesmos.
    Abraço Di, digo Gih.
    ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii K. hahah, aulas tediosas são as melhores horas p escrever, kkkk. Meus cadernos eram todos rabiscados. kkkkk
      Concordo que é preciso lapidação. Mas é aquela velha história de que um diamante com tratamento, só vai ficar mais belo. Mas com o barro, o máximo que podemos fazer é um jarro bonito ;)
      Abraçooooos K

      Excluir
  2. Adorei o post Gih, eu comecei a escrever um livro no finalzinho de 2012 e ainda não terminei e as vezes penso que nunca vou terminar, mas depois que vc postou sobre os sonhos de Rita, que vc começou em 2010 isso me deu mais esperança.
    Falando nisso, eu estou louca para ler Os sonhos de Rita, ficaria honrada em fechar uma parceria com vc e meu blog.
    Caso aceite a parceria me mande um e-mail >> colecoesliterarias@gmail.com
    Beijos

    http://colecoes-literarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii, tudo bem??? Que bom ler isso. Se motive sim. Vale muito a pena.
      Espero que possa ler sim. É uma pena que eu não esteja mais fazendo parcerias :(
      Beijooos

      Excluir
  3. Tá bom, Gih, olha, acho que você já percebeu que sou mega ansiosa e curiosa, né? (Agora é a Naty aqui e acho que você percebeu isso, igual da outra vez que perguntei dos seus estudos HAHAHA).
    Nossa, eu sou muito curiosa e você me faz isso: diz que não vai me dizer quem são as pessoas que você colocou no livro. Bom... Por que será que eu acho que o "pé na bunda" está por aí, né? rsrsrs. Usei essa expressão que você colocou para não ser beeeeem direta, se é que entende hahaha.
    Poxa, eu adorei o fato de você colocar partes reais no livro, isso dá mais realidade ao livro, uma coisa mais "tchã", não sei explicar rs.
    Adorei suas fontes de inspiração e acredito que cada um tenha uma. Eu mesma arrumo cada coisa mais sem pé e nem cabeça para me inspirar, rs.

    M&N | Desbrava(dores) de livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Naty, hahahha. Também ficaria curiosa, kkkk. Mas não é não. Até pq o nome ficaria meio exótico e chamativo demais no livro. kkkkk. E alguém disse que me processaria, vai que né..... melhor não arriscar. kkkkk
      Fico feliz que goste de inspirações reais =D
      hahah e vc? também fiquei curiosa agora :3
      Beijoooos

      Excluir
  4. Amei o post Gih! Eu acho muito legal você contar um pouco das suas inspirações para seus leitores! Cada um tem um lugarzinho pra tirar as inspirações e acho bem legal você colocar bastante da realidade, deixa as histórias mais leves e ao mesmo tempo bem pé no chão! Estou louca pra ler Os Sonhos de Rita e Excesso de Amor desde que entrei no seu blog pela primeira vez e agora estou mais curiosa pra ler! Bjos :**

    http://www.mar-de-ideias.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Lou minha linda. Que bom que gostou <3 Espero que possa ainda conhecer todas as minhas histórias e se encantar. um grande beijoooooo

      Excluir
  5. Adoreei ! Super interessante você contar um pouco de como é ser escritor, de onde vem suas inspirações.
    Eu, quando to escrevendo, tento ao máximo não relacionar com minha vida pessoal (~senão seria um drama~)
    Mas achei muito legal o fato de você colocar coisas reais nos livros, tipo, fica como sua personificação no papel e isso é lindo.
    Bjos

    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Markus. hahah, minha vida é mistura de drama, comédia e muito mais, ahsuhaushaushua.
      Fico feliz que tenha gostado =D
      Beijooos

      Excluir
  6. Ah eu sempre me pego sem inspiração, ai do nada ela vem.
    Concordo que ela é consequência <3

    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Mari. hahah, também acontece comigo :)
      beijooos

      Excluir
  7. Oi, Gis. Concordo que inspiração é consequência. Mas acredito que, depois de um tempo, o talento também fique sem segundo plano, pois de nada adianta ter isso e não estudar a técnica para aprimorar o que já se tem. Infelizmente, muitos autores se contentam com a imaginação e não correm atrás da aprimoramento, alegando que "escreve o que gosta e não pensa nos leitores". Acho que isso é coisa de gente de mente fechada. Eu era assim, até que me abri a um mundo incrível, cheio de ensinamentos e críticas, e passei a encarar meu trabalho de forma completamente diferente.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nina. Sim. Também concordo com você. E se fosse para escrever apenas para si, o escritor n publicaria. Se eu publico, é para os outros. Afinal, pra mim, eu já tenho a história não é mesmo? Mas nesse post, eu quis falar sobre inspiração. E somente sobre isso. Técnica e aprimoramento é outra coisa. Aqui a ideia era apenas responder a pergunta dos leitores. De onde surgem as ideias?
      Beijoooos

      Excluir
  8. Inspiração é essencial, para qualquer profissão que lide com gente. Sempre é preciso trazer novidades para as pessoas, é assim que as pessoas se satisfazem. heheheh

    Beijão, Opinada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Augusta. Super concordo =D
      beijooos

      Excluir
  9. Oi Gih!!
    Não creio que o Di é real! Não é seu marido não né? Se não for conta pra mim quem é que eu guardo segredo kkkkkkk!
    E concordo contigo que escrever é um dom, um dom muito lindo por sinal...
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii linda. Não é não. kkkk. E eu sou louca de falar assim do meu marido??? eu não. kkkk
      O Di é.... eu também vou guardar segredo, kkkkk. Um beijão enorme

      Excluir
  10. Olha a Gih contando segredos, rsrsrs.
    Amei o post!
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Mari, viu só o que fizeram comigo??? kkk
      beijooos

      Excluir
  11. Olá Gih!
    Nem preciso dizer que amei este post e me identifiquei muito com ele.
    Concordo que para ser escritor é preciso ter dom e inspiração também. Afinal, qualquer um pode escrever, mas só um escritor pode criar e encantar com as palavras.
    E quem não se inspira na vida real para tal né? Eu também faço isso!
    Tem aquelas pessoas que me odiaram na vida sabe? Pois é, reservo um personagem especialmente para ter o nome delas. Como sou malvada!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Ane, kkk, sério que vc faz isso? Que cruel, kkkkkk
      Beijooos

      Excluir
  12. Exatamente isso Gih, as histórias vem até a gente e a escrita vai surgindo e se recriando nas mãos do escritor!

    bjs

    joandersonoliveira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá :)
    Haha, adoro sua personalidade Gi! Ainda não li nada seu, mas é interessante saber um pouco mais de onde vem sua inspiração.
    Pois é, pés na bunda podem trazer MUITA inspiração, sei disso haha
    A nova capa de Justa Causa está LINDA demais, faz mais jus à história!
    Super beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Ro. hahaha, que bom que gosta =D
      Trazem né? Um bom pé na bunda é tudo de bom p um escritor, kkkk
      Ficou linda né? Muitooo apaixonada <3
      Beijooos

      Excluir
  14. Oi Gih!
    A minha inspiração surge do nada. Começa com uma palavra martelando na mente e tomando formas com outras, equem ja me viu criando sabe como eu fico louca se não passo pro papel. é quase como se fosse outra pessoa soprando pra mim.e eu tivesse que libertar o que foi escrito por que não pertence só a mim.
    Um dia com a casa cheia de visitas, eu tava no banho, entrou shampoo no meu olho, e eu pensei "Vai parar de doer quando as minhas lágrimas secarem" e Bum! Sai correndo do banheiro enrolada numa toalha até meu quarto, todas as visitas me olhavam cruzar a casa com a cabeça cheia de espuma e enrolada na Toalha. Naquele dia escrevi uma das poesias mais bonitas que já escrevi! ahahaha

    Bjs da Le
    Le Versos & Controvérsias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Lê, hahahha, isso aí deve ter sido muito engraçado. Comigo o que já aconteceu, foi eu anotar uma ideia no celular (faço isso sempre) e meu marido ler e achar que era mensagem p outro. vai explicar agora, kkkkk
      Beijoooos

      Excluir
  15. Oi Gih! :)

    Acho que eu tenho o dom também. Hahaha Por que tiro estórias de coisas nada a ver ou as vezes, as ideias simplesmente caem no meu colo. É meio louco e muito divo! *O*
    A-M-E-I essa postagem! É bom saber um pouquinho de onde veio a inspiração pra cada livro. Você me deixou muito curiosa! Hahaha E pode deixar que não espalho pra ninguém! ;)

    Beijos!

    http://dreams-books-love.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Lorrane, hahahha. Pode deixar, vou confiar hein? kkkkk
      Vamos divar :3
      Beijooos

      Excluir
  16. Oi Gih. Simplesmente amei. Amei esse seu momento revelação! kkkk Acho que você deveria seguir mais as ideias do K. :D :D E que babados são esses amiga? Super dei risada com a última frase... é como anda a minha vida últimamente! kkkk Mas numa coisa sou obrigada a concordar: Um pé na bunda é super, hiper, mega inspirador! kkkkk Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Gi. kkkkk. Viu só? revelando meus segredos, kkkkk
      Hahhaha, um pé na bunda é tudo p um escritor, kkkkk
      hahhaha, diz isso não. A vida vai ter que melhorar, ehheheh
      Beijão

      Excluir
  17. Tenho várias inspirações no dia e guardo todas,mas não consigo organizar elas como deveriam ser organizadas,por isso apenas dei inicio ao meu futuro livro e com tantas ideias não sei como cola-las no livro rsrs.
    E super gostei das suas inspirações,suas frases são perfeitas e realmente você tem o Dom das palavras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii lindona. Ahhh sério q vc está escrevendo??? Conta mais sobre isso :3
      e n se preocupe. Uma hora todas as ideias se encaixam <3
      Beijooos

      Excluir